quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A culpa é do estupor do ciclista !

Quem anda de bicicleta já está habituado a duas coisas: semear amizades entre os comparsas de duas rodas e, cultivar uns quantos ódios de estimação entre o resto da população em geral.


Todos sabemos como os ciclistas são uns verdadeiros estupores, não é ? 

Não sei como é que ainda não embargaram a produção de bicicletas.




Somos culpados de tudo: de provocar o caos quando circulamos na estrada, de atrasar o trânsito, de nos colocarmos a nós mesmos em perigo, de ocupar as ciclovias criadas especialmente para os peões fazerem as suas passeatas, de querer tirar dinheiro às Estradas de Portugal com a ideia peregrina de construir uma ciclovia na Ponte 25 de Abril e... de largar pêlo nos elevadores.


Admirados com esta última ?


Pois... ontem a Costureira Ciclista descobriu que a sua bicicleta larga pêlo! Incrível ! ! ! Se quiserem vê-la ou fotografá-la podemos combinar pois sei que uma coisa destas é extremamente rara ! 


Ora, vinha a Costureira a chegar a casa depois do trabalho quando se cruzou com uma vizinha à entrada do prédio. Enquanto dobrava a bicicleta, ela lá foi avançado e subiu as escadinhas que conduzem à zona onde estão os dois elevadores: um normal e outro a que chamam de "monta cargas" (não aconselhável a pessoas com medo de elevador ou claustrofóbicas).


Percebi que ela tinha ficado ali parada entre os elevadores mas, não dei importância... Pensei que estava à minha espera para segurar a porta ou coisa parecida quando começo a ouvir «Você vai no monta cargas porque as bicicletas não podem andar neste elevador!»


Não satisfeita, fica à minha espera:

Vizinha irritante: Em que elevador é que foi de manhã ?

Costureira Ciclista: Hummm... não sei.

Vizinha irritante: Não sabe ?!?! Como não sabe?!?! Ou foi neste ou foi no monta cargas!!!

Costureira Ciclista: Acho que fui neste (precisamente o "elevador proibido")

Vizinha irritante:  Pois, é que não pode!! Isto tem aqui óleo da bicicleta !!!


Estão a imaginar a minha cara neste momento ... Saí de casa às 08h00 da manhã e eram umas 19h00. Mas DE CERTEZA que o óleo era da minha bicicleta e que mais ninguém tinha andado no elevador durante todas aquelas horas. O que será estranho se tivermos em conta que moro num prédio com oito andares e duas casas por piso...


Costureira Ciclista: Peço desculpa mas de certeza que não serei a única pessoa com uma bicicleta...

Vizinha irritante: Olhe que é ...

Costureira Ciclista: Olhe que não. Já vi mais bicicletas por aqui.

Vizinha irritante: Pois, mas deve ser alguém que vem de visita.

Costureira Ciclista:  Seja como for, não me parece que, só porque eu tenho uma bicicleta, esteja a ser acusada de ter sujado o elevador.


Como a Vizinha Irritante não parecia convencida e, aproveitando o facto da bicicleta estar no ângulo em que ela não via, peguei nela e pu-la no elevador para mostrar que era impossível a aparente mancha de óleo, ter sido provocada por mim...


Como podem ver, a bicicleta está a esguichar
óleo para as paredes do elevador ... -_-

O elemento surpresa foi uma boa jogada mas não suficiente visto que continuar a achar que o problema tinha sido causado pela bicicleta mesmo depois de eu ter posto a bicicleta ao lado da suposta mancha de óleo e mostrar que aquela zona ficava perto das rodas que, regra geral, não têm óleo.


Às vezes sou muito paciente, não é verdade ? 


Mas, por outro lado, fico a remoer nas coisas e hoje de manhã decidi ir ver melhor a dita macha de óleo e cheguei à conclusão que devia ter olhado melhor ontem mas, infelizmente, na altura tinha a visão toldada pela indignação.

Eis a mancha de óleo:






Como podem ver, a "mancha de óleo" é mais pequena do que as minhas chaves de casa! 


Ah... espera... mas ... será que aquilo são PÊLOS ? 


Das duas uma: ou a bicicleta tem pilosidades que eu desconhecia ou há vizinhos a levar os amigos canídeos no elevador. Mas certamente que o suposto óleo constitui um risco muito maior para a saúde pública da vizinhança.




2 comentários:

  1. CUIDADO!!! Isso é VENENO que sai espichado de línguas maldizentes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E agora que estão as abertas as hostilidades, não tarda começam a aparecer os adeptos da facção Anti Ciclista. Acho que se calhar vou começar a fazer a minha campanha pró bicicleta. Se oferecer uns brindes como parte da campanha sou capaz de arrecadar um punhado de apoiantes :p

      Eliminar